+ Populares

Aviso


12 outubro 2010

11 de Outubro: Dia Nacional de Combate á Obesidade.

Essa foi a postagem do blog Obesidade Infantil na campanha de postagem coletiva pelo Dia Nacional de combate à obesidade
Uma data para reflexão sobre esse tema importantíssimo e cada dia mais presente nas famílias brasileiras, uma data para pensarmos como estamos tratando da nossa saúde, nossa rotina diária é saudável? Quais exemplos estamos proporcionando aos nossos filhos?
A obesidade hoje em dia é questão de saúde pública, cresce de forma galopante em todo o mundo. Tenho uma opinião em relação ao combate dessa enfermidade. Nós temos que apostar nas escolas como ferramenta preventiva da obesidade, as crianças obesas de hoje certamente serão os adultos obesos de amanhã. Adultos esses que gastarão fortunas com remédios para pressão, coração e rins, além das cirurgias bariátricas que também têm um peso muito grande na contas da obesidade. Fica evidente que é muito mais fácil prevenir do que remediar, além de tudo, população e órgãos governamentais economizariam muito dinheiro com a diminuição dos casos de pessoas obesas. O problema é que a obesidade é muito rentável para determinados setores, mas isso é uma longa discussão.
Ações preventivas a partir da escola, nas aulas de educação física, com aulas teóricas sobre alimentação saudável e prática regular de atividades físicas, na minha opinião são os meios mais eficazes para que possamos iniciar um combate mais efetivo a essa problemática. Acontece que, a teoria da vida saudável é de conhecimento da maioria das pessoas o que realmente falta são ações práticas mais contundentes.
A obesidade deixa portas abertas para outras complicações como; colesterol elevado, hipertensão arterial, problemas cardiovasculares e diabetes tipo II. São doenças assintomáticas e muito perigosas quando elas se instalam ainda na infância é muito preocupante. Vejam o exemplo a seguir: “Uma criança obesa com 10 anos de idade que desenvolve a hipercolesterolemia (colesterol elevado), não vai de imediato sentir os efeitos desse problema, mas quando atingir 40 anos de idade seu organismo já terá sofrido os danos provocados pela obesidade durante três décadas e provavelmente esse indivíduo apresentará problemas de saúde ainda jovem”. Situações como essa eram mais raras algumas décadas atrás, quando as pessoas cultivavam hábitos mais salutares e a obesidade não estava tão presente principalmente entre as crianças.
É uma questão de ordem comportamental, então uma mudança de comportamento é necessária, não iremos erradicar a obesidade da noite para o dia é um processo longo e muitas vezes penoso. Necessita do apoio de uma equipe multidisciplinar com médico. Nutricionista e professor de educação física, em alguns casos o psicólogo também é necessário.
Volto a frisar, o início dessa “batalha” é na escola onde os hábitos são criados. Criar hábitos é muito mais fácil do que mudar hábitos.

Nenhum comentário:

Hotwords

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Seguidores