+ Populares

Aviso


30 setembro 2010

Sibutramina: comunicado à ANVISA

A Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) e a Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica (ABESO), emitiram um comunicado à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), no qual reiteram sua posição contra as recentes restrições ao uso da sibutramina.

No texto, as sociedades consideram a relação risco/benefício favorável ao uso do medicamento e afirmam que sua manutenção é necessária por tratar-se do “único medicamento antiobesidade de ação central aprovado no país para uso em longo prazo”.

As entidades avaliam como inadequada a inclusão da sibutramina na lista B2 de medicamentos, “já que, ao contrário de outros medicamentos nela listados, não existem evidências de potencial de dependência com a utilização de sibutramina”. De acordo com o comunicado, “o controle de prescrição pode ser efetuado por meio do receituário carbonado, posto que a maioria das farmácias já está cadastrada pela Anvisa, fato que amplamente foi divulgado pelo órgão recentemente”.

No dia 30 de março deste ano, a Anvisa publicou no Diário Oficial da União uma resolução que determina que os remédios que contenham a substância sejam vendidos apenas com a apresentação de receita azul, de controle especial. Dessa forma, o medicamento, muito utilizado no combate à obesidade, passou da classe C1 (controle especial comum) para a classe B2, sendo classificado como psicotrópico anorexígeno. A tarja do medicamento também mudou de vermelha para preta.

Clique aqui e leia comunicado na íntegra

Fonte: SBEM

Nenhum comentário:

Hotwords

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Seguidores