+ Populares

Aviso


03 novembro 2009

Eu vs A Balança

Essa foi a postagem do blog Eu e Eu, na campanha de postagem coletiva pelo Dia Nacional de combate à obesidade

Desde a minha adolescência eu “brigo” com o meu peso

Aos doze para treze anos, os hormônios da juventude cruzaram o caminho da minha herança genética e eu virei do avesso. Pra completar, eu fazia natação pra tratar uma rinite forte que também apareceu nessa época. O resultado? Na volta da natação, eu passava na padaria pra comprar o pão do lanche e no caminho, já devorava uns dois pães, a seco mesmo. Foi uma fase difícil, porque eu detestava as mudanças pelas quais meu corpo estava passando, além de engordar, ainda tinha tpm e o cabelo, que parecia que não me pertencia, de tão feio que ficou…ehehehe

Aos 15 anos, eu fiz as pazes com a balança. Simples assim, do mesmo jeito que engordei do nada, emagreci e fiquei esbelta, e pude curtir uma adolescência mais tranquila, salvo pelas espinhas, mas isso era fichinha perto que já tinha passado nos anos anteriores.

A briga séria com a balança começou mesmo perto dos 30 anos, eu comecei a engordar e não parava mais, e olha, eu gosto muito das coisas ditas proibidas, mas nunca comi excessivamente para justificar o que acontecia comigo. Fiz várias dietas da moda, fiz com endocrinologista, e fui “sanfonando”… cansada de tanta luta, aos 31 pra 32 anos, Eu desisti. Estava pesando 85kg e não acreditava que poderia um dia voltar a pesar 65kg… até que sofri um acidente e machuquei minha coluna seriamente. Eu precisava perder peso pra poder colocar tudo no lugar… nessa época, estávamos tentando ter um filho, e a gravidez não acontecia. Passamos por vários especialistas até que um deles disse que eu era obesa (eu sempre soube disso, mas ouvir de outra pessoa, te digo, é dureza….), e que deveria perder peso pra conseguir engravidar. Simples, né? ehehehehe

Depois de uma “entrevada” brava devido ao problema na coluna, resolvi levar o negócio adiante. Fiz rpg, entrei para a academia (só posso fazer hidro) e procurei um nutricionista – num incrível golpe de sorte do destino, ele também é especialista em medicina ortomolecular. E essa foi a primeira vez que ouvi falar que obesidade é uma doença, e o melhor: tem cura!

Iniciei o tratamento, modifiquei meus hábitos alimentares, e em um ano, emagreci 22 quilos! Me sentia linda, vestindo 38, usando as roupas que sempre sonhei… e nosso sonho se realizou! Em junho de 2008, engravidei! Nosso anjinho nasceu em janeiro deste ano, está hoje com 8 meses, lindo e saudável! E Eu? Bem, Eu estou novamente com meu nutricionista, voltando pra academia, pra voltar àquela forma de um ano atrás, mas dessa vez, com um sorriso no rosto e um lindo bebê nos braços…ehehehe

EU acreditei, estou acreditando de novo.

E você, que passa pelo mesmo problema, ou parecido, acredite também. Procure assistência médica, e tenha força de vontade.

Nada na vida é imutável, pode ser difícil, mas as coisas acontecem.

Tenha certeza disso.

Nenhum comentário:

Hotwords

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Seguidores