+ Populares

Aviso


01 outubro 2009

6 Sabotadores do Peso - parte V: gordura trans

 Os alimentos que provavelmente tem mais gordura trans são: frituras, molhos de salada, margarinas entre outros alimentos processados. Ela age aumentando o nível de colesterol ruim e aumentando o risco de problemas cardíacos. Alguns estudos têm associado a gordura trans à obesidade, síndrome metabólica e diabetes.
Uma pesquisa recente, realizada na UNICAMP, e publicada no The Journal of Neuroscience mostrou que as gorduras trans afetam diretamente o cérebro, podendo levar ao descontrole no ato de comer e por consequência, à obesidade (clique aqui para ler o estudo na íntegra).
Dietas ricas nesse tipo de gordura promovem uma lesão no hipotálamo, região do cérebro que regula as sensações de fome/saciedade e gasto calórico. Algumas pessoas expostas à dietas hipercalóricas acabam perdendo o controle dessa região, tornando-se obesas.
A pesquisa foi realizada partindo do princípio que existem pessoas que consomem dietas ricas em gordura e não engordam enquanto outras tornam-se obesas.

Perda da função do hipotálamo, gordo para sempre?

Quando inflamado o hipotálamo perde parte de suas funções e permirte haver um desequilíbrio no balanço energético. A expesição prolongada às gorduras saturadas pode levar à morte dos neurônios o que leva ao indivíduo a ter cada vez mais dificuldade em controlar a fome.
O Professor Licio Veloso, orientador da pesquisa, disse em entrevista ao Diário da Saúde que a perda definitiva dos neurônios do hipotálamo, deve explicar por que pessoas obesas que se submetem a dietas rigorosas, ainda que consigam emagrecer nas primeiras semanas, voltam a engordar. "Hoje podemos afirmar que gorduras saturadas contribuem para o ganho de peso não apenas por seu valor calórico, mas também por causa de propriedades moleculares que esses nutrientes possuem. O efeito depende da carga genética de cada indivíduo. Nos experimentos, vimos que animais com predisposição à obesidade perdem mais neurônios".
O Laboratório de Sinalização Celular, onde o estudo foi realizado, continuará fazendo outras pesquisa na mesma linha. Uma das possibilidades é identificar a carga genética que faz com qua algumas pessoas tenham maior chance de perder os neurônios do hipotálamo, possibilitando que no futuro testes indiquem, ainda na infância quem teria predisposição à desenvolver a obesidade. Outro objeto de pesquisa é descobrir se é possível reverter o processo da morte desses neurônios. O caminho pode estar na terapia com células tronco.


4 comentários:

Luci Lacey disse...

Podem contar com a minha participacao.

Ainda mais que tenho muito a compartilhar, perdi no ultimos 5 meses 32 kilos, ula la!!

Beijinhos

Tetê disse...

Olá! Vou participar da postagem coletiva sim! Só que este ano estou em novo endereço: http://semneuras1.blogspot.com Já levei o selinho! Bjks Tetê

Sabrina Mix disse...

É, Denise!

Essa gordura trans é mesmo uma porcaria que nos fizeram engolir por muitos e muitos anos. Ela ainda é associada à dificuldade de perder peso e a falhas na síndrome metabólica. Resumindo: é um veneno.

Beijos e sucesso!!!

ATENÇÃO, MEU BLOG É: http://www.sabrinamix.com

drauziomilagres disse...

Se nossas autoridades fossem sérias e honestas, já teriam proibido TOTALMENTE a gordura trans. Um abraço. Drauzio Milagres.

Hotwords

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Seguidores