+ Populares

Aviso


13 setembro 2009

6 Sabotadores do Peso - parte II: O stress

O stress foi mais uma das causas que estão associadas ao aumento do peso. Na parte I expliquei sobre os efeitos da falta de sono e nos próximos posts vou abordar os efeitos do ar condicionado, da insuficiência de cálcio, da gordura trans e da cesárea.

O motivo do stress contribuir para obesidade pode parecer óbvio: uma pessoa estressada avança sobre a comida como forma de compensar o seu estado emocional, mas além disso há fatores que independem de suas atitudes diante de um suculento prato de doce ou comida.

Pessoas que sofrem de tensão contínua liberam dois hormônios que são responsáveis pela obesidade: o cortisol e a adrenalina. Um estudo conduzido pelo médico Per Björntorp mostrou que algumas pessoas submetidas ao stress diário liberam mais cortisol do que outras. Durante o estudo foram observados três grupos. No primeiro o nível de cortisol ,mas abaixa rapidamente, neste grupo haviam indivíduos magros e sem problemas de colesterol e açúcar. No segundo grupo a taxa subiu e demorou para cair, além disso houveram alterações nas taxas de colesterol, açúcar e pressão arterial, neste grupo haviam alguns obesos. No terceiro grupo o nível do cortisol se manteve alto, haviam problemas de colesterol, açucar e pressão alta e os indivíduos eram obesos. As diferenças entre os grupos foram atribuídas à alterações nos receptores de cortisol em pessoas com maior sensibilidade ao stress.

Outro estudo, condizido pelo médico brasileiro Amélio Godoy, verificou que quando as glândulas supra renais são muito estimuladas pelo aumento na produção de cortisol, aumentam de tamanho. E assim há o aumento do volume na região abdominal. Esses casos estão, geralmente, associados à um grande trauma (perda de ente querido, choques emocionais).

O tratamento para pessoas que apresentam esse problema inclui técnicas de relaxamento, terapia e até uso de antidepressivos. Se você luta contra a balança e apresenta os sintomas abaixo, vale a pena conversar com seu médico.
  • Gordura mais concentrada na região do abdome, nas coxas e nos braços ;
  • Doenças cardiovasculares, hipertensão arterial e diabetes;
  • Depressão;
  • Fome compulsiva à noite;
  • Aumento de peso após algum trauma, como separação, morte de parente próximo, desemprego


Clique Aqui!

2 comentários:

Dani disse...

Oi Denise, estou adorando esta série de dicas... Parabéns pelos textos! Abraço e ótima semana!!

Denise Carceroni disse...

Respondendo para a Dani...

Oi Dani!

Que bom que esteja gostanto! Continue passando por aqui, ainda faltam 4 sabotares!!!

Um abraço

Profa. Esp. Denise Carceroni

Hotwords

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Seguidores