+ Populares

Aviso


10 setembro 2009

6 Sabotadores do Peso - parte I: A falta de sono

Hoje começo a explicar cada uma das causas associadas ao aumento do peso apontadas pelo Dr. Alfredo Halpern, professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Uma revisão de literatura realizada por membros do Departamento de Psicobiologia e Programa de Pós Graduação em Nutrição da Universidade Federal de São Paulo e publicada em 2007 no Arquivos Barsileiros de Endocrinologia e Metabologia Vol. 51 No 7, trás algumas constatações que nos ajudam a entender porque a falta de sono pode contribuir para o aumento do peso.

Relação entre o sono e obesidade: uma revisão de literatura.
A diminuição do tempo de sono tem se tornado uma condição endêmica na sociedade moderna, e a literatura atual tem encontrado importantes associações epidemiológicas entre o prejuízo no padrão habitual do sono e a obesidade. Com base nisso, a presente revisão analisou o papel do sono e da sua alteração no desencadeamento da obesidade. Diversos estudos indicam que os indivíduos que dormem menos têm uma maior possibilidade de se tornarem obesos, e que o encurtamento do sono aumenta a razão grelina/leptina, gerando o aumento do apetite e da fome. Isto pode estar associado à maior ingestão calórica e ao desencadeamento da obesidade. Dessa forma, um padrão adequado de sono torna-se fundamental para o controle da massa corporal, devendo ser incentivado pelos profissionais da saúde. (Arq Bras Endocrinol Metab 2007;51/7:1041-1049)
Descritores: Obesidade; Sono; Leptina; Grelina; Ingestão alimentar
Leia o artigo na íntegra aqui.

Diversos estudos associaram a curta duração do tempo de sono com o aumento do IMC, o artigo de revisão aponta 13 estudos diferentes que chegam à mesma conclusão. Dormir pouco engorda!
Alterações nos horários de sono influenciam o apetite e por consequência o aumento da ingestão alimentos.

Os principais fatores apontados foram:
  • Alterações nos níveis dos hormônios leptina e grelina, reguladores do sistema fome/saciedade
  • Maior oportunidade para a ingestão de alimentos
  • Aumento do cansaço e consequente diminuição das atividades físicas
A figura abaixo, retirada da revisão de literatura, mostra como a falta de sono pode influenciar no aumento do peso.
Existem também evidências que alterações no sono podem influenciar na preferência por alimentos mais calóricos. Um dos experimentos estudados mostrou que "o apetite por nutrientes que continham alta quantidade de carboidratos, incluindo doces, biscoitos salgados e tubérculos, aumentou de 33 para 45%, mas o apetite por frutas, vegetais e alimentos com alta quantidade de proteínas foi pouco afetado."
Incluir mais uma ou duas horas na sua noite de sono não é difícil. Se não pode acordar mais tarde, tente dormir mais cedo. Essa atitude trará muitos benefícios para sua saúde e ainda irá ajudar a não sabotar a sua dieta!

Nenhum comentário:

Hotwords

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Seguidores