+ Populares

Aviso


30 junho 2009

Dormir pouco engorda

O sono é um modulador importante de várias funções neuroendócrinas.

Estudo 1
Um estudo realizado com quase 2500 crianças australianas, nascidas entre 1981 e 1983, analisou a associação prospectiva entre problemas relacionados ao sono nos primeiros anos de vida, relatados pela mãe - de seis meses à quatro anos - e o grau de adiposidade medido pelo IMC aos 21 anos. As crianças com problemas relacionados ao sono entre os dois e os quatro anos apresentaram uma prevalência bem maior de obesidade na idade adulta do que aquelas que não tiveram problemas relacionados ao sono.

Estudo 2
Mulheres idosas acima de 60 anos com alterações no sono tiveram associação com variação de peso corporal. Um estudo espanhol, conduzido entre 2001 e 2003, com cerca de 3500 indivíduos demonstrou que dormir cinco hora ou menos e oito horas ou mais tem associação com a obesidade.

São muitos os fatores envolvidos entre as alterações do sono e consequências metabólicas e endócrinas, entre eles estão diminuição da tolerância à glicose e da sensibilidade à insulina, aumento no balanço simpatovagal, aumento no nível de cortisol e de grelina e redução da leptinemia, com consequente aumento do apetite. Alguns autores demonstraram alterações da termoregulação e aumento do balanço simpatovagal que pode estar relacionado com a redução do gasto energético.

fonte: Adaptado de: Revista Abeso anoVIX # 38 - março 2009

Nenhum comentário:

Hotwords

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Seguidores