+ Populares

Aviso


12 outubro 2008

Sou obeso. Qual exercício posso fazer?

A questão é simples e óbvia, mas ninguém a formula. Se a pessoa tem problema na coluna pergunta o que pode fazer, se o problema é no joelho também, se já infartou idem, mas o obeso não pergunta vai logo fazendo a primeira coisa que alguém disse que era bom, que vai ajudá-lo a emagrecer (muitas vezes o próprio médico), ou alguma coisa que leu. Em geral um exercício aeróbio porque é esse tipo de exercício que queima gordura…
Errado!
Vamos por partes. Entenda por obeso a classificação feita pelo OMS (Organização Mundial da Saúde), pessoas com IMC maior ou igual à 30. E não será o exercício o responsável pelo seu emagrecimento.
Agora você não entendeu mais nada, né?! Exercício não faz emagrecer?
Sim, o exercício pode ajudar no processo do emagrecimento, mas pesquisas mostram que nos casos de obesidade (lembre-se do IMC), o controle da alimentação tem uma influência muito maior. Isso ocorre porque o indivíduo obeso, geralmente, é sedentário e para que haja utilização da gordura como substrato energético de uma forma eficiente é preciso manter-se em atividade por um determinado período de tempo, em determinada intensidade e o obeso não agüenta esse esforço. O que na maioria das vezes leva à desistência do programa de exercícios.
Porque obeso deve fazer exercícios se o papel dele é secundário?
Pesquisas também indicam que a combinação entre dieta e exercício é melhor no tratamento da obesidade do que qualquer um dos dois isoladamente. Além disso o papel secundário do exercício ocorre enquanto há peso excessivo, mas é fundamental no processo total do tratamento. O principal motivo de fazer exercícios para o obeso está relacionado à promoção de uma mudança de hábito e não diretamente à diminuição do peso. Isso será uma conseqüência a médio e longo prazo.

Então, qual o exercício indicado para o obeso?
Em um primeiro momento são os exercícios resistidos (com utilização de pesos, elásticos ou o próprio corpo). Nas dietas severas e nos casos de cirurgia do estômago, além da perda de peso pela diminuição da gordura, ocorre a perda de massa magra, de músculo. Os exercícios resistidos favorecem a manutenção e o desenvolvimento dos músculos que uma vez fortalecidos ajudam a diminuir a sobrecarga articular, previnindo lesões e minimizando os efeitos daquelas já xistentes.
Posteriormente, os exercícios aeróbios podem ser introduzidos com o intuito de otimizar o emagrecimento. E os resultados tendem a ser excelentes, pois indivíduo já tem o exercício incorporado à sua rotina, de uma forma que não lhe causa desconforto e constrangimento, favorecendo a aderência.
Havendo a possibilidade de fazer esses exercícios na água seria o ideal tanto do ponto de vista a prevenção quanto da otimização dos resultados.

Quem determina quais exercícios fazer?
Cabe ao educador físico a prescrição da rotina de exercícios. O médico deverá orientar quanto a possíveis restrições, mas nunca determinar o que será feito. A intervenção de um fisioterapeuta ocorrerá apenas nos casos onde a reabilitação é necessária e passada essa fase, a atuação passa a ser de responsabilidade do professor de Educação Física.

Leia também:
Pesquisa indica:exercício pode anular gene da obesidade
Academia: gordo não entra!
Cirurgia do estômago: é a única saída para o obeso?

Nenhum comentário:

Hotwords

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Seguidores