+ Populares

Aviso


12 outubro 2008

Dia Nacional de Combate à Obesidade

Por: Alterego

Abraçando a proposta do blog Fique INFOrma também escrevo hoje para o Dia Nacional de Combate à Obesidade, com o intuito de trazer informações interessantes e importantes sobre essa doença.

Objeto de estudo

Sendo tratada atualmente como um problema de saúde pública por acarretar diversos problemas de saúde, a obesidade é portanto o foco de trabalho para profissionais de medicina e do esporte ligados à promoção da qualidade de vida.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (2000), esta pode ser entendida como uma síndrome multifatorial, manifestando-se pelo excesso de gordura corporal.

Fatores desencadeadores

Com o advento da tecnologia, e facilidades da vida moderna o estilo de vida das pessoas sofreu drásticas alterações: o sedentarismo, a má alimentação entre outros, contribuiram para esse “boom” de obesidade identificado pelo mundo todo.

Alguns fatores internos (biológicos e psicológicos), e fatores externos (estilo de vida e ambientais).

:: Fatores internos: Genéticos, Distúbios hormonais e de metabolismo; Distúrbios de humor, depressão e estresse.
:: Fatores externos: O uso de fármacos, hábitos alimentares e sedenterismo;

Balanço Energético

Muitos é comentado sobre a dificuldade de perda de peso e principalmente de gordura corporal. O entendimento desse processo é simples. Essa perda depende diretamente da relação consumo x gasto energético:

:: Consumo calórico igual gasto: Equilíbrio de peso
:: Consumo maior que o gasto: Ganho de peso
:: Gasto maior que o consumo: Perda de peso

Portanto para se atingir o tão desejado e necessário peso ideal é preciso mudança de comportamento na alimentação e na “queima” das calorias adquiridas através da prática de atividades físicas

Consequências

Como falado anteriormente, a obesidade pode levar à quadros clínicos importantes como:

Hipertensão arterial, doenças cardiovasculares (infarto do miocário, angina, etc), alguns tipos de câncer, Acidente Vascular Cerebral (vulgo “derrame”), Diabetes Melittus (não insulino-dependente), Osteoartrite, Disturbios do sono e de humor, entre outros.

Você está obeso?

Existem diversos métodos para se saber se o indivíduo está ou não obeso. O mais comum é o cálculo de IMC (Índice de Massa Corporal):

IMC = Massa (KG) ÷ Estatura (m²)

Tabela de resultados AQUI

Benefícios do Exercício

Além das mudanças comportamentais relacionadas à alimentação e acompanhamento médico, inclusive com implementação de medicamentos, a prática regular de atividade física é primordial para se vencer a luta contra a obesidade.

Tornando assim o tratamento multi-disciplimar. Envolvendo não só o médico, como também o nutricionista, psicólogo, e o professor de educação física.

São benefícios do exercício:

:: Exercício aeróbio aumenta a utilização da gordura amazenada como principal fonte de energia;
:: Manutenção do peso corporal ideal por médio e longo prazo;
:: Melhora geral no estado de saúde: como a Diabetes (pois aumenta a sensibilidade à insulina), Hipertensão (pois provoca vasodilatação e consequentemente melhora do retorno venoso), e etc;
:: Aumento da taxa metabólica de repouso;
:: Bem-estar psicológico (aumento de auto-estima e auto-confiança), controle do estresse e ansiedade, como também de depressão;

Portanto:

Podemos dizer que reestruturando o seu modo de vida, com uma reeducação alimentar e mudança de hábitos cotdianos, como a prática de atividades físicas e maximização das atividades de vida diária, ficamos longe da obesidade e suas complicações;

CUIDE-SE: Sua saúde é o seu bem mais precioso!

Nenhum comentário:

Hotwords

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Seguidores